Download gratuito de gráficos para PowerPoint e Excel

Imagine a seguinte situação, você está fazendo a sua apresentação em PowerPoint ou montando uma tabela com dados sobre uma pesquisa no Excel, mas precisa de um gráfico para elucidar os assuntos abordados. O problema é que você não faz a menor idéia de como é elaborado um desses gráficos. O que você faz nessas situações?

Pode até parecer um problema simples, mas para pessoas que não tem conhecimento ou tempo para procurar tutoriais, sobre como fazer gráficos, esse é um grande problema. Boa parte do sucesso em uma apresentação em PowerPoint está na maneira visual em que apresentamos dados. Quando o assunto são emoções ou comportamento as fotografias são suficientes, mas para dados um gráfico é fundamental.

Para ajudar na tarefa de adicionar gráficos em apresentações em PowerPoint ou até mesmo no Excel, encontrei um ótimo web site que disponibiliza modelos gratuitos para download. O site se chama Juice Analytics e disponibiliza gráficos em vários formatos como mostra a imagem:

Os gráficos estão separados nas seguintes categorias:

  • Comparsion: Aqui temos gráficos que tem como objetivo comparar dados.
  • Distribution: Esse tipo de gráfico mostra dados distribuídos.
  • Composition: Na terceira opção o sistema permite copiar gráficos que mostram a composição de vários resultados de maneira variada.
  • Trend: Para acompanhar a evolução de um determinado valor, use esse tipo de gráfico que distribui as informações de maneira a exibir uma evolução temporal.
  • Relationship: Quer mostrar o relacionamento entre informações? Use esse tipo de gráfico.
  • Table: Por último a tradicional tabela para apresentar dados tabulados. Mas não pense que é qualquer tabela, aqui a tabela é bem formatada e está pronta para ser usada em apresentações.

Para selecionar um tipo de gráfico é só marcar o seletor existente na parte esquerda do sistema, assim apenas os gráficos correspondentes aquele tipo são exibidos.

Esse recurso pode deixar apresentações destinadas a negócios, aulas e treinamentos com aparência mais profissional e melhorar e muito o design dos seus slides. Se você é professor e não tem uma equipe disponível para melhorar os seus slides, aproveite para reformular aqueles gráficos provenientes do Excel e impressione os seus alunos ou grupo de pesquisa, com dados bem formatados.

Eu já estou usando vários desses modelos nas minhas aulas e o resultado está sendo muito bom.

Pratique suas técnicas de apresentação com Pecha Kucha

Se você já ministrou aulas já deve ter passado pela difícil tarefa de organizar apresentações de trabalhos em sala de aula. Mesmo que você tente organizar a seqüência, com que os alunos devem fazer as apresentações, com o tempo você acaba perdendo o controle e as apresentações estouram os prazos. Isso irrita a todos, principalmente os grupos de alunos que acabam sobrando para o final. Quer uma solução para isso? Comece a utilizar o conceito de apresentações do tipo Pecha Kucha nas suas aulas! Não faz muito tempo que falei sobre esse formato interessante de apresentação, que ao mesmo tempo se mostra um desafio para o poder de síntese de qualquer pessoa.

Como funciona esse tipo de apresentação? Você faz a sua apresentação, usando uma seqüência de slides como apoio, da mesma maneira que aconteceria em uma apresentação normal. A diferença é que apresentações desse tipo seguem algumas regras:

  • Número total de slides limitado a 20
  • Você só pode ficar 20 segundos em cada slide
  • O tempo total da apresentação deve ser de 6 minutos e 40 segundos

Para que não exista nenhum tipo de distorção, a apresentação em slides deve ser configurada para passar os slides de maneira automática. Assim todos os participantes têm o tempo cronometrado.

Antes de apresentar a idéia para seus alunos, tenha em mente que a primeira reação deles será a surpresa e negação. Com certeza, eles devem alegar que é impossível respeitar as regras e realizar uma boa apresentação. Mas ai é que eles se enganam! Você deve enaltecer que com essas limitações de tempo, eles devem praticar a síntese do conteúdo e eliminar todo o assunto desnecessário. Ou seja, todos eles devem delimitar objetivos bem definidos para a apresentação.

Se todos os integrantes das equipes, se concentrarem nos objetivos da apresentação, as limitações desse tipo de apresentação não influenciam tanto. Na verdade ela é um ótimo treinamento.

Para o professor, a vantagem de usar esse tipo de recurso é o controle sobre o tempo total das apresentações e a possibilidade de incentivar os alunos a trabalhar a síntese. Não só para o material usado na apresentação, mas também na oratória.

Dicas para apresentações e palestras: Como fazer certo!

Existem várias maneiras de treinar e melhorar as suas habilidades, como palestrante ou professor, entre elas está à prática da oratória. Mesmo que seja sozinho em casa, em frente a um espelho, qualquer tipo de prática é interessante. Outra opção é assistir ao máximo de palestras e apresentações que você puder. Compare as suas habilidades com as de outras pessoas, veja os erros que eles cometem e destaque as coisas boas. Observar e se espelhar em palestrantes profissionais é uma ótima e barata opção de praticar. Para quem entende um pouco de inglês, o YouTube está cheio de vídeos no melhor estilo auto-ajuda para ensinar e divulgar o trabalho de palestrantes profissionais. Mesmo os vídeos tendo o objetivo claro de vender a palestra do profissional, podemos observar algumas dicas interessantes em alguns deles. Na última semana, encontrei esse ótimo material promocional de um palestrante chamado Douglas Jefferys, que pelo visto é especialista em apresentações. Podemos usar a própria palestra dele como exemplo, ele dosa muito bem o assunto com humor e contextualização. Um dos principais alvos dele, que servem para qualquer cultura, são os políticos que podemos utilizar como pretexto para piadas. Bem, assista a apresentação:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=whTwjG4ZIJg[/youtube]

Os pontos sobre os quais ele aborda estão relacionados mais a oratória do que os slides usados como apoio. Além dos dados apresentados, sobre o medo das pessoas em falar para um público, que é interessante até para mostrar em treinamentos, algumas dicas chamam a atenção:

  • Pausa: Ninguém agüenta uma pessoa que começa a falar e não pára mais. Sempre que for possível, termine de comentar uma sentença ou parte da sua apresentação com uma pausa de alguns segundos. Isso dá tempo para que a platéia ou seus alunos possam refletir e pensar sobre o assunto. Mesmo que seja rápida, essa pausa ajuda muito, posso dizer por experiência própria.
  • Cuidado com gestos: Você deve maneirar na quantidade de gestos utilizados durante as apresentações. Gesticular com os braços não é errado, mas o excesso pode tirar a atenção da sua apresentação. Colocar as mãos nos bolsos também deve ser feito com cuidado, isso pode passar a impressão que você não está à vontade na apresentação.

Apesar de ser curto, o vídeo resume algumas técnicas e habilidades necessárias a qualquer pessoa que precise fazer apresentações. Seja um professor que precise ministrar uma aula, ou um profissional que necessita fazer uma apresentação na empresa.