Teste e use ferramentas experimentais do Moodle

Compartilhe o artigo!

Quem usa o Moodle e quer testar algumas das ferramentas experimentais que podem ser implementadas, em futuros lançamentos tem uma ótima opção para fazê-lo. Você deve estar lembrado do sistema de pré-requisitos que eu havia comentado aqui no Blog, já faz algumas semanas, essa é uma das opções disponíveis para teste no sistema chamado Moodle Playpen. Ele é uma iniciativa de Julian Ridden, usuário dedicado ao desenvolvimento do Moodle como plataforma de ensino, ele instalou uma versão experimental do Moodle e permite que qualquer usuário interessado em testar funcionalidades avançadas do sistema, possa fazer isso sem a necessidade de instalar ou configurar versões de teste.

Tudo que é necessário é se inscrever no web site e entrar em alguns dos cursos disponíveis, que permitem visualizar e testar as funcionalidades. Por exemplo, pude testar sem maiores problemas o sistema de pré-requisitos. Ele trava o progresso do aluno no curso, permitindo que ele abra alguns recursos como textos e atividades apenas se algumas condições forem preenchidas.

O sistema é bem simples, fincando até bem visível para o aluno qual é a atividade que ele pode ou não fazer. Um pequeno ícone de cadeado fica localizado ao lado de cada tarefa, assim que um aluno completa uma atividade, as outras que são pré-requisito ficam com o ícone do cadeado aberto.

Outro recurso interessante no sistema é a possibilidade de fazer provas orais, isso mesmo, você não leu errado. Existe um módulo que permite fazer gravação de voz no Moodle, em que o professor pode configurar o tempo máximo do áudio e elaborar uma pergunta. O aluno pode começar a gravar a resposta, com o auxílio de um microfone. Isso elimina de vez o risco de copiar e colar os textos para as atividades.

Se você quer ter uma boa idéia do que pode aparecer no Moodle 2.0, esse é um ótimo local para fazer testes sem colocar em risco os dados dos seus alunos, ou quem sabe comprometer a infra de tecnologia da sua instituição de ensino. Para acessar os recursos é necessário se cadastrar, mas vale a experiência! Quem trabalha com Moodle, deve fazer ao menos uma visita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *