7 razões para usar Blogs corporativos

Uma das razões pelas quais comecei a me interessar Blogs foi a sua crescente utilização em ambientes corporativos. Depois de ler um livro chamado [BP:215]Blog Marketing[/BP], minha visão sobre essa ferramenta mudou completamente. Como esse ainda é um assunto que gera controvérsias nas empresas, muitas ainda tem receio sobre a sua utilização, achando que os Blogs não têm valor, como meio de comunicação.

Na última semana, encontrei uma lista com 7 motivos para uma empresa utilizar Blogs, que vão desde a organização das informações até o acesso facilitado aos textos por colaboradores e clientes da empresa. Como a lista estava em inglês, tomei a liberdade de traduzir e adaptar o texto a nossa realidade:

  1. A ferramenta de e-mail que a sua empresa utiliza não possui um mecanismo de busca eficiente.
  2. Os endereços de e-mail acabam ficando perdidos no meio das dezenas de cópias do campo CC. Às vezes é muito difícil verificar se uma pessoa recebeu cópia de um e-mail, no meio de tantos outros endereços do campo CC.
  3. Ex-empregados da empresa podem levar os e-mails quando saírem da corporação. Assim as informações importantes contidas nesses e-mails, ficam permanentemente perdidas.
  4. Muito tempo desperdiçado, verificando se uma pessoa efetivamente recebeu um e-mail, mensagens sobre caixas de entrada cheias ou endereços de e-mail errados.
  5. Com a utilização dos blogs, tanto a modéstia como o egocentrismo tem lugar.
  6. Com blogs a corporação ganha na abertura de informações importantes, que precisam ser de conhecimento comum, assim como a credibilidade da empresa ou diretoria aumenta.
  7. Os seus consumidores ou colaboradores já podem estar utilizando essa ferramenta, para projetos pessoais, então a sua incorporação será mais fácil entre os participantes.

Como fica claro no texto, o maior impeditivo para a utilização de ferramentas colaborativas em empresas ainda é o famigerado e-mail. A falsa sensação de controle que os e-mails nos proporcionam, acabam tirando o foco das coisas que realmente interessam para ambientes corporativos, que são o canal de comunicação eficiente com colaboradores e clientes.

Já pensou você conversar diretamente com os seus clientes? Outro ponto que poucas pessoas lembram sobre a utilização dos Blogs em ambientes corporativos, está relacionado ao desenvolvimento de novos produtos. Sim, na medida em que esse produto é desenvolvido, porque não compartilhar algumas idéias com os seus futuros usuários? Assim os eventuais erros já podem ser sanados.

Mas antes de partir para esse tipo de implementação, devemos lembrar que utilizar essas ferramentas requer muito planejamento, cuidados e objetivos bem definidos. Quais os pontos mais importantes desse planejamento? Selecionei alguns tópicos importantes, que devem estar bem claros para a pessoa ou equipe de implementação do Blog:

  • Quem é o publico alvo?
  • Qual o objetivo do Blog?
  • Quem deve escrever no Blog?
  • Qual o conteúdo?
  • Que recursos devem ser utilizados? Imagens? Vídeos? Podcasts?

Você tem uma empresa? Coordena uma equipe com várias pessoas? Talvez esteja na hora de abandonar um pouco os e-mails e adotar um Blog.

Como planejar uma aula, palestra ou apresentação?

Existe muito material com dicas e técnicas para preparar apresentações, [BP:257]palestras[/BP] e aulas. Todas essas situações compartilham características muito parecidas, envolvendo o domínio do assunto abordado assim como um bom domínio da platéia. Devo confessar que já ministro aulas há 5 anos, tudo que aprendi nesse período foi basicamente com muita experimentação e prática. Nunca fiz um [BP:257]curso de oratória[/BP] e só recentemente li um livro, por sinal muito bom, com várias dicas sobre oratória para apresentações e palestras.

Como esse assunto, deixa muitas pessoas, literalmente de cabelo em pé, resolvi compilar uma pequena lista com algumas dicas para que qualquer pessoa possa criar uma boa apresentação ou palestra. Vou listar alguns pontos que considero importantes no planejamento de uma apresentação ou palestra:

  1. Conheça o assunto: acho que esse ponto é meio óbvio, se você for fazer uma apresentação sobre um determinado assunto, tente estudar e conhecer mais a fundo o tema.
  2. Determine um objetivo: a sua apresentação ou aula precisam de um objetivo claro, o que a sua platéia precisa saber ao final da apresentação?
  3. Trace um caminho para chegar ao objetivo: escolha com cuidado os recursos e meios necessários para chegar aos seus objetivos que sejam vídeos, infográficos ou animações.
  4. Divida o seu tempo: saiba como dosar o tempo em cada tópico da apresentação.
  5. Faça um ensaio: praticar a apresentação é talvez o ponto mais importante, com um breve ensaio é possível identificar pontos que precisam de uma melhoria, assim como treinar a fluidez da oratória.
  6. Tenha um plano B: uma coisa que a prática nos ensina é que às vezes por mais planejada que seja a nossa apresentação, um pequeno detalhe como a total falta de interesse da platéia, pode ocasionar uma total mudança de rumo. Por isso, tenha sempre um plano B, para quando isso acontecer. Se o assunto abordado não estiver agradando, saiba como mudar o foco da apresentação para tentar “resgatar” a apresentação.

Caso você já tenha passado por dificuldades na preparação de uma apresentação, aula ou palestra, seguindo essas dicas simples, o trabalho será mais simples. Lembre que entre essas dicas, a que é mais importante é o planejamento. Posso dizer isso pela prática, principalmente no que se refere à sala de aula. Quando ministro uma aula pela primeira vez, essa aula tende a não ser tão rica. Mas quando estou ministrando essa mesma aula pela quinta ou décima vez, o assunto tende a fluir naturalmente. Isso tem reflexos na oratória e na interação com os recursos da aula, que acabam sendo mais ricos.

Mas como fazer para praticar e adquirir essa fluidez natural? Sempre que você precisar fazer uma apresentação, passe por todos os tópicos, se possível grave a apresentação com seu celular ou outro dispositivo qualquer. Depois escute a sua apresentação. Assim ficará fácil encontrar os pontos que precisam de melhorias.

Siga as dicas, as suas apresentações ou aulas devem ficar muito melhores, atingindo os seus objetivos de maneira muito mais fácil.

A importância da narração no ensino a distância

Essa semana publiquei um artigo, sobre um novo recurso disponível no Slideshare, que permite adicionar narrações em áudio nas apresentações em slides. Isso me fez refletir sobre a importância da narração em áudio nos projetos e ambientes voltados para o ensino a distância. Claro que não estou querendo abolir o uso maciço de textos, mas que as explicações em áudio podem ajudar isso é inegável. Um dos maiores problemas dos [BP:215]ambientes voltados ao ensino a distância[/BP] é a impessoalidade, frieza e falta daquele acompanhamento mais humano. Vários alunos se queixam que não se sentem estimulados a estudar e muitas vezes perdem o foco dos estudos. Tudo isso devido à ausência da “figura” do professor.

Adicionar uma narração em aulas para os treinamentos pode trazes várias vantagens. Essa narração pode ser representada adicionada no formato de um PodCast, Vídeo com narração, Arquivo em Flash e várias outras mídias. Todo vai depender do projeto e recursos disponíveis no seu curso ou LMS. Uma das vantagens intrínsecas está na maior facilidade com que os participantes acessam o conteúdo. O simples fato de não precisar interpretar um texto para assimilar os assuntos, facilita o processo.

O que você acha de fazer um teste? Tente aplicar um treinamento sobre assuntos parecidos, mas com abordagens diferentes. No primeiro, utilize apenas material escrito para passar os conteúdos e no segundo, produza algum material com narração em áudio. Esse material pode ser produzido de várias maneiras, até [BP]celulares[/BP] já podem gravar arquivos no formato MP3 hoje em dia.

Depois, verifique em qual dos assuntos os seus alunos obtiveram uma melhor assimilação do conteúdo. Já posso adiantar que muito provavelmente, no assunto abordado com uma explicação em áudio a assimilação será um pouco melhor. Lembre que essa é uma questão cultural importante, as pessoas não gostam de ler, pelo menos a grande maioria. Sendo assim, nós temos que incentivar o hábito da leitura, mas também nos adaptar a essas particularidades culturais, para não deixar de lado os nossos objetivos como educadores!

Edubloggerworld: Rede social para educadores que usam Blogs

Que as redes sociais são um fenômeno, ninguém pode negar. O ritmo com que aparecem novas redes sociais, segmentadas nos mais variados assuntos é impressionante. Nas últimas semanas estou participando de uma rede chamada Edubloggerworld, voltava exclusivamente a reunir educadores que utilizam Blogs como ferramenta educacional. Apesar da língua principal da rede ser o inglês, existem usuários de todas as partes do mundo, inclusive nossos amigos de Portugal e vários usuários que falam [BP:215]Espanhol[/BP].

Essa troca de experiências e informações é muito útil, até porque é inevitável que os educadores que utilizam blogs como ferramenta de aprendizagem, também utilizem recursos como Wikis, Redes sociais e outros. Então para as pessoas que tiverem interesse em conhecer melhor, as maneiras de aplicar essas ferramentas nas salas de aula ou em treinamentos corporativos. Esse é um ótimo lugar para aprender diretamente com que faz!

A rede foi lançada há pouco tempo, mas já conta com mais de duzentos participantes. Será que uma rede como essa, poderia ajudar a disseminar o uso dessas tecnologias, nas nossas salas de aula? Sempre que converso com algum colega professor, os mesmos demonstram muito interesse em utilizar esse tipo de recurso para as suas aulas, mas falta um ponto de referência e poucos se aventuram a começar por conta própria.

Vamos lá, faça um teste com alguns alunos. O primeiro passo sempre é o mais complicado, mas depois que aprendemos como contextualizar os assuntos que abordamos em sala de aula, ficará fácil utilizar essas tecnologias.

Slidecasts: Slideshare agora com áudio

Para as pessoas que não conhecem, uma ótima maneira de compartilhar apresentações em slides na internet é com o serviço oferecido pelo Slideshare.net, com ele podemos enviar um arquivo com a apresentação e depois embutir essa apresentação sítios, como [BP:215]Blogs[/BP] e sistemas LMS. Mas como isso funciona? Até pouco tempo atrás, nós só podíamos fazer o upload dos textos e imagens existentes nas apresentações. Então toda a parte de explicação sobre o conteúdo, ficada perdida. Agora nós podemos fazer o envio dos mesmos textos e imagens, mas junto com essas informações, podemos enviar um arquivo de áudio.

O arquivo com o áudio para a apresentação é enviado de maneira separada. Então após o envio, precisamos sincronizar o tempo dos slides com o áudio. Pode parecer complicado, mas a ferramenta disponível para fazer isso é bem intuitiva e simples.

Ainda tem dúvidas sobre como funciona? Veja esse exemplo:

Apesar de o áudio estar em inglês, já é possível perceber como as apresentações que utilizam esse recurso ficam mais ricas. Agora imagine as aplicações desse tipo de recurso na educação e treinamentos? Em conjunto com Blogs, podemos distribuir várias aulas em áudio, com a utilização de recursos visuais de maneira fácil e rápida.

Caso você já utilize um podcast, na sua empresa para realizar treinamentos com os funcionários, talvez seja hora de analisar se não é hora de mudar o formato. Para os professores, essa é uma oportunidade de colocar o seu conteúdo completo na rede, até com a sua palavra. Mesmo que não seja o seu objetivo, oferecer as suas aulas de maneira online pode ser uma ótima ferramenta de [BP:215]Marketing pessoal[/BP].