Mais um guia sobre as lições do Moodle

Sempre que posso estou comentando sobre as lições do Moodle, pelo seu alto grau de complexidade na parte de planejamento e também no retorno educacional. O uso de questionários com questões de múltipla escolha pode ser uma saída fácil e rápida para a maioria dos projetos de curso, mas em algumas ocasiões é necessário fazer os alunos pensarem. Nessa hora é que os questionários podem ser de grande ajuda. A estrutura de uma lição é muito semelhante a de um fluxograma, em que os alunos podem realizar a atividade de maneira totalmente não linear, e as suas respostas podem condicionar ou atrapalhar o seu desempenho geral.

Por exemplo, podemos configurar três questões dentro de uma lição e para que o aluno passe da segunda para a terceira questão, o mesmo deve responder uma pergunta. Se a resposta for errada, o aluno pode ser direcionado para uma página avisando sobre o erro, ou até mesmo voltar para a primeira questão e ter que fazer tudo novamente.

Como é possível configurar esse tipo de recurso? Se você for usuário do Moodle, ou simplesmente tiver curiosidade em saber como é que esse tipo de atividade é configurada, o vídeo abaixo mostra uma lição sendo configurada. Apesar de estar em inglês, a narração é de fácil entendimento, principalmente se você já usou o Moodle alguma vez.

O processo é bem simples e começa com a configuração geral da lição que é composta basicamente por um conjunto de páginas. Depois que a lição está configurada, podemos começa a adicionar páginas no conjunto. Cada uma das páginas pode apresentar os mesmos itens de uma página web, como material oriundo de sites sociais como o Flickr e Youtube, sem mencionar o uso de apresentações em slides para apresentar conteúdo condensado em slides.

Cada uma das páginas apresenta uma opção para adicionar perguntas ao conteúdo, com várias opções de resposta. Para cada alternativa que o aluno tem de responder, o professor ou tutor pode adicionar um feedback personalizado e também direcionar a navegação para outras páginas.

Depois disso é só disponibilizar o recurso para seus alunos, sem esquecer de oferecer algum tipo de orientação para os mesmos sobre o funcionamento desse tipo de atividade. Se os alunos estiverem acostumados apenas com o uso de questionários, a estrutura de uma lição pode ser um pouco confusa para usuários sem o conhecimento no recurso.

Leave a Reply