Google investindo na integração do Moodle com seus sistemas educacionais

O Moodle está recebendo um incentivo de peso, para ser mais exato o incentivo está partindo de ninguém menos que o Google. Isso pode não ser novidade, pois o Moodle já recebe o benefício de participar de projetos como o Google Summer of Code, em que estudantes universitários em férias no hemisfério norte podem trabalhar na melhoria de softwares com código aberto, e ainda receber incentivo financeiro. Agora, o projeto de incentivo do Google envolve a integração, inclusive de acesso ao pacote Google Apps para educação.

Esse serviço do Google oferece para instituições de ensino interessadas, o uso de toda a infra estrutura tecnológica da empresa, como os sistemas de e-mail baseados no Gmail ou edição de documentos com o Docs, para a instituição de ensino. Por exemplo, caso a sua instituição de ensino queira oferecer aos alunos a possibilidade de ter um e-mail, usando o domínio da instituição de ensino, você pode usar a estrutura de armazenamento do Gmail, inclusive para a manutenção.

Para conhecer um pouco mais sobre o funcionamento do Google Apps para educação, recomendo assistir ao vídeo abaixo, em que o sistema e seu conceito são explicados:

O que eles estão se propondo agora, em parceria com o Moodlerooms, é integrar o sistema até mesmo com compartilhamento de usuários e senhas, com o Moodle.

Essa integração funcionaria assim:

  • Os alunos poderiam usar um usuário e senha para acessar os seus e-mails e serviços oferecidos pelo Google Apps para educação:
  • Com o uso do mesmo usuário e senha, os alunos poderiam acessar os cursos virtuais no Moodle.

A vantagem da integração está na facilidade para os alunos, pois em algumas situações o acesso ao Moodle ou sistemas LMS é feito com usuários e senhas diferentes. O que pode ser inconveniente para alunos sem intimidade com tecnologia, ou que simplesmente não gostem de ter um usuário em cada sistema.

Quanto mais fácil o acesso aos sistemas usados para apoiar o aprendizado online, melhor será a experiência dos alunos e professores no uso e convivência com essas novas tecnologias.

Mais informações sobre a integração podem ser encontradas nesse artigo publicado no Inside Higher Education.

Leave a Reply