Material da Wikipédia, como links complementares em aulas?

Esse é um assunto polêmico entre professores e alunos que participam de aulas a distância, ministradas em ambientes como o Moodle. Todos que participam da produção de cursos pela internet, sabem que um dos maiores problemas é a produção do conteúdo, na sua grande maioria baseado em auto-estudo, portanto precisa de muito texto. Mas, e quando o professor não tem experiência ou tempo para escrever esse tempo?

Nem todos os docentes gostam de escrever. Nesse caso, o uso de material que já está disponível na internet é a melhor solução, se o texto está disponível em algum local público, não há motivos que impeçam que o professor indique esse material para seus alunos.

Em várias pesquisas por conteúdo educacional, os professores se deparam com material publicado na Wikipédia. O meu questionamento é; vale à pena usar esse material?

Wikipédia Logo

O objetivo desse artigo é questionar o uso educacional, apenas de material oriundo da Wikipédia e não o projeto como um todo, sou usuário da enciclopédia e acho o sistema extremamente útil. Mas, como todos que acompanharam o desenrolar da própria Wikipédia, o sistema ficou famoso pela apresentação de informações equivocadas e caluniosas sobre determinados assuntos. A ação incisiva dos organizadores da enciclopédia diminuiu bastante a incidência desse tipo de problema, mas ainda fica certo estigma no ar.

Quando faço a revisão de alguma disciplina de um colega professor e encontro vários links da Wikipédia, sempre questiono o professor sobre a real necessidade de usar aquele material, e se é possível encontrar substitutos.

A questão é bem simples, um aluno que está participando de um curso pago, dificilmente aceita a indicação de material disponível em uma enciclopédia gratuita, como material educacional. Seria algo como realizar a inscrição em um curso, e receber links para web sites na internet como material, e não uma apostila ou CD-ROM personalizado.
Mas, e se não houver alternativa ao material? Bem, nesse caso recomendo complementar o link da Wikipédia com comentários pessoais. Veja o que você pode fazer para enriquecer o conteúdo:

  • Sempre indique o link junto com um comentário de texto, concordando ou discordando do material disponível na enciclopédia
  • Incentive seus alunos a usar os textos da Wikipédia como referência para um fórum. Caso o material tenha informações polêmicas, essa pode ser uma oportunidade para uma discussão muito produtiva
  • Os textos da Wikipédia podem ser usados como um dicionário, em que links podem ser feitos para verbetes presentes em textos da autoria do próprio professor. Por exemplo, ao descrever uma palavra complicada como cognição, não é necessário explicar a palavra, apenas aponte o link.

Assim você minimiza as reclamações e desconfianças dos alunos em relação ao uso da Wikipédia em disciplinas EAD.

2 Responses to “Material da Wikipédia, como links complementares em aulas?”

  1. A idéia da Wikipedia é muito boa, mas com ela traz-se a insegurança da informação. Tal como toda informação da internet é insegura quando comparada a enciclopédias.

    Deveria-se arranjar moderadores para avaliar cada seção. Por exemplo, medicina em Português pode quase jogar fora, de tão simplória que ela é.

  2. Sim, um assunto bastante polêmico.

    “Todos que participam da produção de cursos pela internet, sabem que um dos maiores problemas é a produção do conteúdo, na sua grande maioria baseado em auto-estudo, portanto precisa de muito texto.”

    Não entendi. O professor precisa de auto-estudo para produzir o conteúdo, ou a aprendizagem dos alunos se dá por auto-estudo? Também não entendi porque precisa ser necessariamente com “muito” texto. Há muito conteúdo educativo por ai em vídeo… podcasts também são uma opção de baixo custo quando há docentes capazes de produzí-los.

    “O objetivo desse artigo é questionar o uso educacional, apenas de material oriundo da Wikipédia (…)”

    É muito difícil generalizar nesse ponto. Para que o conteúdo seja realmente educacional ele precisa ser baseado em pesquisas onde fora aplicada metodologia científica. Algumas páginas da Wikipédia trazem referências a obras clássicas de autores renomados. Outras, como nosso colega Felipe mencionou, são simplórias e descuidadas no rigor científico.

    Infelizmente a maioria dos estudantes não sabe verificar/qualificar o que lê na web. No entanto, é obrigação do professor identificar, no mínimo, o autor, sua relevância na área de estudo e a relevância de sua obra.

    Se o ponto aqui diz respeito a cursos livres onde instrutores sem conhecimento de docência ficam a cargo da produção de conteúdo, tudo bem, é aceitável dada a precariedade do modelo educacional. Se o ponto diz respeito a educação formal, é inaceitável ter “professores” direcionando alunos a conteúdos dúbios ou desatualizados.

    “Os textos da Wikipédia podem ser usados como um dicionário (…)”

    Talvez a forma como o aluno experimenta o sistema através do hipertexto dê um caráter contextualizado (e exploratório!) que um dicionário não se propõe a dar.

    Parabéns pelos temas do blog.

Leave a Reply