Cinco mitos sobre o uso do Moodle para educação a distância

Muitas das pessoas com quem converso sobre a possibilidade de usar o Moodle como plataforma de educação pela internet, ainda cultivam alguns dos principais mitos e medos, disseminados em grande parte por representantes de plataformas comerciais de educação. Na maioria dos casos, as pessoas realmente têm esses medos e preconceitos com o Moodle, por simples desconhecimento e até mesmo pela pouca experiência com ambientes de educação a distância.

Mas, será que esses medos e mitos são verídicos? Quais são esses mitos? Para tentar elucidar essa e outras dúvidas sobre o sistema, um usuário do Moodle chamado Tomaz Lasic, publicou no seu blog uma lista com esses mitos, que endosso sem a menor dúvida.

Medo do Moodle

Essa é a lista de mitos:

  • Você precisa ter conhecimentos avançados em informática para usar o Moodle: Aqui o ponto é interessante fazer uma comparação, assim como fez o Tomaz Lasic. Você sabe usar um e-mail? Anexar arquivos? Caso saiba, esse é o conhecimento necessário para usar o Moodle! Só isso? Sim, na maioria das situações é apenas um trabalho de gerenciar uma interface na internet, voltava para educação.
  • Com o Moodle, você precisa estar o tempo todo na frente do computador: Tudo vai depender de como você planejou o seu curso ou disciplina. Por exemplo, um curso assíncrono é projetado para que os alunos possam participar independente da hora em que o tutor esteja online. Agora, se o curso for síncrono, em todos os sistemas e não só no Moodle o tutor precisa ficar online no computador. Portanto, o mito é infundado.
  • Os alunos adoram o Moodle, por ser uma rede social para educação: Esse é um dos mitos mais perigosos, pois o Moodle sozinho não resolve um curso. A instituição precisa investir em conteúdos e na capacitação de tutores. Nos primeiros momentos, os alunos podem até ficar empolgados com a novidade, mas depois perdem o interesse e deixam de acessar o sistema.
  • O Moodle é próprio para jogos educativos e atividades recreativas na internet: O sistema até permite a utilização desse tipo de conteúdo, mas o foco dele é na interação entre alunos e tutores. Os jogos são apenas mais uma ferramenta.
  • O Moodle é apenas mais uma das ferramentas necessárias para ensinar na internet, com o tempo ele será superado: Essa é uma meia verdade. No curto prazo não acredito que o Moodle venha a desaparecer, mas evoluir. O que aprendemos hoje será defasado em pouco tempo? Essa é uma afirmação que se aplica em todos os campos do conhecimento e não apenas ao uso do Moodle.

Como você pode perceber, muitos desses mitos são infundados e acabam denegrindo a imagem de uma ferramenta fantástica que é o Moodle, que permite a qualquer instituição de ensino, usar a internet para educar.

A beleza do Moodle é essa! Permitir que qualquer pessoa, com um mínimo de estrutura e conhecimento, possa usar uma plataforma de EAD, usada por algumas das maiores universidades e instituições de ensino no mundo, aqui mesmo no Brasil e com baixíssimo custo. Claro, se a sua instituição de ensino for de médio ou grande porte, será necessário investir em estrutura. Mas, com muitos alunos, os recursos para o investimento não devem ser tão escassos.

One Response to “Cinco mitos sobre o uso do Moodle para educação a distância”

  1. o problema do moodle é que ele é muito ruim de utilizar. é um sistema com uma usabilidade muito ruim, infelizmente.

Leave a Reply