O papel da avaliação na aprendizagem baseada em projetos

Quando o projeto de um curso envolve a metodologia de ensino baseada na realização de projetos, o processo de avaliação desses cursos deve ser muito bem planejado. Caso o contrário, o curso acaba se transformando em uma grande narração de histórias. Sim, já vi alguns cursos que eram baseados em projetos em que o professor apenas narrava, como é que os alunos deveriam fazer as tarefas do projeto, sem acrescentar nenhum tipo de conhecimento ao processo. Se os alunos precisassem realizar o mesmo projeto novamente, tudo bem, mas e se os parâmetros e variáveis fossem diferentes; o que fazer?

Estou pesquisando muito sobre esse assunto, pois um dos meus próximos projetos de livro será totalmente baseado em projetos. Por isso, quero me basear em muita informação já existente sobre a metodologia para guiar os leitores pelo processo de maneira eficiente.

Caso você queira acompanhar, esse texto sobre avaliação em ambientes de aprendizagem por projetos é muito bom. Mesmo não sendo direcionado para a criação de material didático, ele está me ajudando a criar algumas diretrizes para a elaboração do livro.

Project Content Overview Diagram

Veja algumas das funções primordiais da avaliação nesse tipo de aprendizado, segundo o artigo:

  • As avaliações e tarefas podem ajudar o professor a desenvolver um melhor relacionamento com os alunos: Isso pode levar a conversas e diálogos mais informais, evitado a aula estilo palestra
  • As tarefas ajudam os alunos, a saber, o quanto aprenderam do conteúdo
  • As atividades ou tarefas podem fazer a ligação entre vários dos conteúdos apresentados na disciplina
  • As tarefas ajudam os alunos a desenvolver seus próprios projetos: O que deve ser um dos objetivos principais da disciplina/curso/material

Agora, quais as qualidades de uma boa avaliação ou tarefa? O artigo lista algumas qualidades, mas vou citar apenas duas delas, que considero as mais importantes, que são a contextualização e o que eles chamam de “mostrar a evolução dos alunos”. Acho que essa parte do exercício é muito importante e aliada a uma boa contextualização, pode mostrar de maneira bem clara o aluno, o quanto ele realmente aprendeu.

Se você pretende começar um projeto usando essa técnica, recomendo muito a leitura. Mesmo que seja por curiosidade!

Leave a Reply