Como planejar recompensas em atividades educacionais?

No planejamento de uma atividade educacional, o conteúdo é parte fundamental do processo. Um designer instrucional precisa se questionar; será que esse método é o melhor para que o aluno aprenda o conteúdo? Mesmo com o conteúdo recebendo tanta atenção, algumas vezes ele precisa ser balanceado com algum tipo de recompensa para alunos, para que os mesmos se interessem pelo assunto. Essa é uma parte do design instrucional que se mistura um pouco com a psicologia, pois começa a ligar o material educacional com a maneira com que nos comportamos.

De maneira geral nós somos motivados por recompensas. Por exemplo, ao ler um livro você quer aprender sobre o assunto comentado pelo autor, ao assistir um filme é esperado um pouco de emoção ou informações sobre um fato, quando comemos um prato de comida o nosso cérebro espera que a nossa fome seja saciada. Tudo é baseado em recompensas.

recompensa social

Agora, na produção de qualquer material educacional, um designer instrucional precisa se preocupar em deixar bem clara a recompensa para o aluno. Por exemplo, ao ler uma parte do conteúdo e aprender coisas novas, o que ele vai ganhar? Conhecimento? Esse é um erro comum, pois na maioria das vezes é difícil perceber os benefícios do conhecimento e a maioria das pessoas não consegue mensurar isso. Quer um exemplo? Veja a quantidade de pessoas que mantém o saudável hábito da leitura. A quantidade de pessoas com esse hábito é muito pequena, pois elas não conseguem relacionar o benefício do conhecimento com o seu cotidiano.

Por isso é que justificar o aprendizado em cursos e materiais educacionais como sendo apenas “importante” não ”e estimulo suficiente para os alunos. Nesse ponto entra o trabalho do designer instrucional.

É preciso encontrar justificativas plausíveis e práticas para que o aluno aprenda aquele conteúdo. Por exemplo, ao terminar de ler um texto ou fazer uma atividade, o que ele poderá fazer na prática com aquilo? No ensino profissional isso é mais fácil, mas de maneira geral, demonstrar uma recompensa para os alunos, que esteja próxima do seu cotidiano é muito mais complicada.

Quer fazer isso com seus cursos e disciplinas? Veja o que geralmente eu faço no planejamento de materiais educacionais:

  • Sempre ligar o conteúdo com alguma atividade prática
  • Mostrar exemplos da aplicação do conhecimento (No final do texto, adicione uma série de bullets com “Agora você pode…”)
  • Faça pequenos comentários no meio do texto, sobre a aplicação prática do conteúdo para servir como ligação para a descrição da recompensa

Se a recompensa for mencionada antes do inicio do texto, melhor ainda!

Pode até parecer estranho, mas saiba que somos movidos por recompensas e na área educacional não é diferente.

Leave a Reply