Como migrar conteúdo educacional em sistemas EAD?

O que fazer quando é necessário migrar o conteúdo de um curso a distância, para outro sistema LMS? Isso se caracteriza como uma das maiores aflições de muitos designers instrucionais e gestores EAD. Uma coisa que aprendi com a experiência, ao longo dos últimos anos, envolvido com sistemas de apoio ao aprendizado a distância, é que não há migração sem perda de dados. Mesmo com ferramentas modernas e robustas como o Moodle, com opções próprias para fazer backup dos cursos e material de apoio, sempre se perde algo na migração.

Essa migração pode ser de versão, que é menos traumática ou de sistema LMS que é o pior tipo de transição que um conteúdo pode sofrer, sendo necessário às vezes adaptar o material para um ambiente totalmente novo.

lost files

Se você está para passar por esse tipo de situação, montei uma pequena lista de coisas que você ou sua equipe podem fazer, para evitar transtornos na migração de conteúdos. A lista pode conter alguns itens óbvios, mas acredite em mim quando digo que mesmo o óbvio faz falta, quando ao restaurar algum tipo de conteúdo, você percebe que perdeu alguma coisa e não sabe como era o material.

Então, vamos à lista de recomendações:

  • Tenha o conteúdo sempre em dois formatos: A maioria dos sistemas LMS, permite que o conteúdo fique armazenado no formato HTML, para consulta dos alunos. Nesse caso, sempre mantenha uma cópia segura desse material, seja ele texto ou imagens em seu servidor ou computador. Assim, caso aconteça algum tipo de problema, será possível copiar e colar o texto de maneira rápida. Para arquivos PDF, DOC ou PPT uma cópia simples do conteúdo já basta.
  • Faça backups do seu LMS com dia e hora marcada: Quanto mais automatizado for o processo, menor é o risco de depender de uma pessoa que esqueça o backup.
  • Use uma ferramenta de captura, para gravar a interface do curso: Essa é uma dica valiosa, geralmente uso uma ferramenta como SnagIt da Techsmith para capturar a interface completa do curso ou disciplina. Assim posso consultar uma imagem da interface, com toda a organização e seqüência dos conteúdos, mesmo sem o sistema online. Esse tipo de prevenção já me salvou inúmeras vezes!
  • Faça uma restauração de teste no seu LMS, para verificar possíveis partes do curso que se perdem no backup: Será que isso é possível? Alguma parte do curso pode ficar de fora? Sim, algumas vezes pequenas partes e conteúdos de texto, como sumários de tópicos podem ficar de fora do backup. Por isso, a imagem com a interface do curso ou disciplina é importante, para restaurar esse tipo de conteúdo.

Parece óbvio, não é?

Com essa pequena lista de tarefas, acredito que será mais difícil perder conteúdo em sistemas LMS, qualquer que seja o ambiente adotado pela sua instituição de ensino. Minha experiência é maior com o Moodle, mas como já conversei com outros designers instrucionais sobre o assunto, os mesmos já passaram por apuros no Blackboard e em outros sistemas também.

O que você está esperando? O quanto antes começar a se preparar melhor!

Leave a Reply