Estratégias para planejar uma boa apresentação em PowerPoint

Qualquer pessoa que precise fazer apresentações, palestras ou treinamentos como meio de trabalho, estando inclusos ai a maioria dos professores, precisa conhecer algumas regras de “etiqueta” para apresentações. Essas regras determinam algumas linhas de comportamento e planejamento, necessários para que a sua apresentação seja agradável para as pessoas que precisam assistir a sua palestra ou aula, seja por obrigação ou curiosidade. Para começar, considero muito importante conhecer alguns tipos especiais de apresentações, que fazem sucesso fora dos meios empresariais, mas que começam a ganhar espaço dentro das empresas e instituições de ensino. O principal objetivo delas e evitar a síndrome do “death by powerpoint” ou em tradução livre; morto pelo PowerPoint.

Powerpoint + Sonne = ...

Dentre essas regras destaco duas delas, que já foram tema de artigo aqui no Blog:

  • Regra do 10-20-30: Conjunto de normas desenvolidas por Guy Kawasaki, com o objetivo de melhorar as apresentações em PowerPoint. A regra é bem simples, o número 10 corresponde ao número máximo de slides em uma apresentação. O número 20 é o tempo máximo em minutos que você tem para apresentar, e o 30 é o tamanho mínimo das fontes na apresentação.
  • Pecha-Kucha: Aqui temos um modelo de apresentação mais restrito, que é conhecido como modelo do 20 por 20. Cada apresentação deve ter 20 slides, sendo apresentados em 20 segundos. Assim o total da apresentação é de 6 min e 40 segundos. Tudo é fixo, inclusive o avanço dos slides é configurado automaticamente. Para o sucesso do modelo, as perguntas sobre a apresentação devem ser realizadas apenas no final.

Como você pode perceber, o primeiro modelo é mais flexível, impondo limites máximos. No segundo, as apresentações devem ter números fixos! Assim podemos planejar com eficiência o tempo, para apresentações em grupo isso é fantástico. Acredito que todos já ficaram presos a apresentações intermináveis, que não explicavam nada e fugiam do controle.

Esse tipo de atraso é prejudicial em ambientes acadêmicos e coorporativos. Para empresas é até pior, pois resulta em perda de produtividade.

Por esse motivo que muitas empresas estão treinando seus funcionários, para que os mesmos façam apresentações seguindo regras, como a do 10-20-30 ou então o modelo Pecha-Kucha.

Repare que a única dica sobre design de slides vem da primeira regra, sendo que o ponto em comum de ambos os modelos é a gestão do tempo e objetividade da apresentação. Lembre que o foco de uma apresentação em PowerPoint ou Impress é servir como apoio para a oratória, seja objetivo e claro na exposição das idéias, usando apenas o tempo necessário.

Assim as suas apresentações podem ser consideradas um sucesso, e ninguém vai reclamar dizendo que morreu de tédio.

Leave a Reply