Não é só por economia que as instituições de ensino escolhem o Moodle

Dentro das instituições de ensino brasileiras, ainda existe uma estigma de que ferramentas de código aberto e gratuitas como o Moodle, servem apenas para instituições que não tem recursos financeiros para comprar uma solução mais robusta. Nas apresentações que faço sobre educação a distância, sempre rebato essas afirmações com a utilização do Moodle em instituições de ensino com muito dinheiro, que escolheram o Moodle pelas suas qualidades técnicas e recursos disponíveis para aulas a distância. Se você se encontra nessa mesma situação, encontrei mais um ótimo artigo que mostra o quanto esse estigma sobre o Moodle é infundada.

A Universidade da Califórnia (UCLA), usa o Moodle. Sim, uma das universidades mais ricas dos EUA resolveu escolher soluções de código aberto para as suas aulas a distância. Nesse artigo a responsável pelo departamento de tecnologias para educação da UCLA é entrevistada, sobre a escolha do Moodle como plataforma de EAD.

Como o assunto é complexo, a entrevista foi realizada em duas partes. A segunda parte pode ser acessada aqui.

Powell Library, UCLA

O texto da entrevista é longo, mas nele podemos perceber de maneira clara que a escolha do Moodle como sistema para EAD, não foi realizada ao acaso. Para chegar a essa conclusão o processo de seleção foi criterioso e demorado, sendo selecionados dois sistemas dentre oito “finalistas”. Os sistemas foram o Moodle e o Sakai, ambos já comentados e analisados em artigos aqui do Blog.

Para que o sistema pudesse ser considerado, um conjunto de requisitos técnicos e pedagógicos precisou ser avaliado e validado. Dentre esses requisitos estavam à participação da comunidade de desenvolvedores e a integridade do sistema.

No final eles acabaram escolhendo o Moodle, mas o Sakai não foi totalmente descartado, sendo utilizado para algumas tarefas relacionadas a educação com apoio tecnológico. Inclusive entrevistada, Ruth Sabean comenta que eles pretendem trabalhar na integração entre ambos os sistemas.

Leia a entrevista na íntegra para saber mais detalhes sobre a escolha da UCLA. Conheço outras intuições de ensino nacionais, que usam o Moodle e outras que ainda confiam as suas aulas a distância em sistemas LMS fechados, comercializados por empresas que supostamente prestam suporte tecnológico.

Espero que esse tipo de artigo possa mostrar como o Moodle pode ser uma opção viável, do ponto de vista tecnológico e pedagógico para aulas a distância e semipresenciais, para instituições de ensino de qualquer escala.

Leave a Reply