Como se tornar um designer instrucional?

Quando me apresento para um projeto ou desenvolvimento de curso, me intitulo designer instrucional, não pela minha formação ou curso, mas sim pela experiência profissional e tipo de trabalho que desenvolvo. Minha formação é em arquitetura, com especialização em design de informação. Sempre me perguntam se é possível adquirir esse tipo de formação em um curso, recebi recentemente dois e-mails de pessoas curiosas em trabalhar com design instrucional, me pedindo dicas para construir uma carreira nessa área. Por isso, resolvi escrever esse artigo, com algumas dicas que podem facilitar a formação em design instrucional.

Design Instrucional

Quem trabalha em uma instituição de ensino, está no ambiente propício para a formação desse profissional. O primeiro passo é ficar atento a qualquer procedimento de elaboração de cursos, sempre que você souber que um novo curso está em fase de projeto, converse com a pessoa responsável e pergunte se você pode participar do projeto.

Acompanhar esse tipo de processo pode clarear as suas idéias sobre o processo de criação e elaboração de cursos. Leia a justificativa do curso e com senso crítico, faça a comparação entre a justificativa e a análise do curso em si. Eles fazem sentido? Não? Esse tipo de análise é fundamental para um designer instrucional.

Para cursos de graduação, esse tipo de análise deve ser muito bem elaborado, até pelo fato de o processo ser avaliado pelo MEC dessa maneira.

Outra maneira de começar a se especializar em design instrucional é propor um curso no seu local de trabalho. Escolha um assunto simples, faça o projeto do curso e acompanhe todo o desenvolvimento. Um curso nunca está finalizado, ele precisa ser ajustado ao longo do tempo. O designer instrucional deve avaliar o desempenho desses cursos, para propor as mudanças necessárias para que os objetivos educacionais sejam sempre alcançados.

Quem tem espírito empreendedor pode tentar montar sua própria base de cursos a distância, tudo que você precisa para isso é contratar a hospedagem de um servidor web e instalar o Moodle lá.

Essas são apenas algumas dicas de como começar a trabalhar com design instrucional. Quem tiver conhecimentos de língua inglesa, pode comprar alguns livros que falam sobre esse ofício tão importante no mercado educacional, mas que poucas pessoas conhecem. Eu mesmo sempre que posso, estou lendo livros sobre o assunto, para tentar me especializar ainda mais.

Uma dica, se você quer trabalhar com isso, procure se informar o mais rápido possível sobre os objetos de aprendizagem. Quem sabe trabalhar e criar esses objetos tem um diferencial muito fenomenal a oferecer para o mercado educacional.

One Response to “Como se tornar um designer instrucional?”

  1. O artigo classifica uma certa atitude como fenomenal, mas fenomenal mesmo foi o próprio artigo que me deu boas idéias e esclareceu a minha dúvida, valeu.

Leave a Reply