Análise da usabilidade do Moodle

Quem me conhece sabe que sou defensor e usuário do Moodle, como ferramenta para elaborar e organizar cursos a distância. O que o Moodle tem que o faz ser adotado por tantas pessoas? Bem, na verdade é um conjunto de características e vantagens que ele apresenta em relação a outras ferramentas, que o fazem ser tão atraente. Algumas pessoas dizem que a maioria das universidades federais adota o Moodle por ser Open Source, mas isso não é verdade.

Se esse fosse o único motivo, existem opções nacionais como o TeleDuc da Unicamp que é Open Source, mas mesmo assim não é uma unanimidade.

Interface do Moodle

Em minha opinião o principal diferencial do Moodle é o construtivismo social. Por um lado é uma vantagem competitiva fantástica, mas pode deixar algumas pessoas e instituições com medo ou receio de usar a ferramenta. Afinal, o assunto Redes Sociais ainda é pouco difundido nos meios educacionais, ainda mais quando o assunto está relacionado à tecnologia.

Outro aspecto criticado no Moodle é a sua interface, que para muitas pessoas é muito poluída visualmente e confusa. Na verdade é apenas uma questão de costume. Algumas instituições evitam o Moodle, para fugir da interface e usar ferramentas que supostamente são mais fáceis de usar.

Acho que todos têm o direto de escolher o LMS que melhor se adapta as suas necessidades, mas até que ponto vale à pena abrir mão de opções avançadas em busca de facilidade?

Quem sai prejudicado nessa história é a metodologia de ensino.

Se você tem essa impressão sobre o Moodle, que tal ler um artigo científico que discute e analisa a interface do sistema, do ponto de vista da usabilidade? O artigo foi escrito por Jey Melton, nele a interface é avaliada sob vários aspectos relacionados à usabilidade.

Para fazer o download do artigo, visite esse endereço.

Qual a conclusão do artigo? Bem, o autor conclui que a interface pode ser melhorada, como em qualquer ferramenta. Mas por outro lado, ele faz um checklist com as diretrizes de usabilidade do Steve Krug, autor do livro “Não me faça pensar” e por incrível que pareça o Moodle está de acordo com todas as diretrizes! Interessante não é?

6 Responses to “Análise da usabilidade do Moodle”

  1. Allan,

    Na realidade a interface do Moodle é toda customizável. O CSS e os phps são editáveis.
    Se houver o trabalho de um bom programador (e nem sempre isso é caro) é possível customizar sem perder a fácil atualização quando há novos updates disponíveis.

    E ainda, a área de administrador é rica em parâmetros que permite oferecer funcionalidades mais adaptadas aos usuários (a depender do projeto).

    Abraços,

  2. Mas isso às vezes é dificil de compreender, principalmente para pessoas que não têm habito ou costume de trabalhar com computador.

    Alguns sistemas LMS são mais simples, permitindo até mesmo organizar uma aula de maneira quase “linear”, de mais fácil entendimento.

    Na verdade é mais uma barreira cultural/comportamental que faz as pessoas preferirem sistemas mais simples.

  3. Greicy Rodrigues on May 14th, 2008 at 10:53 am

    Bom dia!
    Meu nome é Greicy estou trabalhando na implementação do Moodle e gostaria de saber informações sobre cursos de capacitação tanto para o administrador como para professores e alunos.
    Acho uma plataforma interessantissima.
    Aguardo resposta no email…

  4. As discurssões em relação a como uttilizar a informática na educação, são diversas e o quanto mais nós professores se apropriamos dessas ferramentas e informações, obteremos possibilidades de está inovando na sala de aula

  5. oi pessoal…
    considero o moodle muito interessante de se trabalhar…aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo, interagindo com colegas e professores a distancia…isso é muuuito legal,chegamos ate a constuir em conjunto, pois construimos uma ideia e depois vemos logo a dos colegas e ai quando menos esperamos aprendemops mais ainda com as ideias do outros em conjunto …pegamos um pouco daqui um piuco dali então quando vemos muito foi construido

  6. o moodle é uma ferramenta fascinante, porém para quem não tem o hábito e habilidade de lidar com o computador fica um pouco dificil de trabalhar com este, pois sua interface é muito rica de ícones e muitos eu, por exemplo,não sei para que servem, mas acho muito útil a sua utilização na educação, pois possibita uma gama de aprendizagem e com esta ferramenta o aprendizado pode ser mais dinâmico e interativo.

Leave a Reply