Quando um curso não é a solução!

Parte do trabalho de um designer instrucional é decidir as maneiras e a estrutura de um curso, seja ele ministrado de maneira presencial ou à distância. Aqui no Brasil, o termo design instrucional não é muito conhecido, mesmo as pessoas que o conhecem, tem uma percepção equivocada das suas atividades. Caso você trabalhe com educação, pergunte a qualquer pessoa ao seu redor sobre o termo design instrucional. A maioria dirá que não conhece.

Já as pessoas que afirmarem conhecer o termo, devem descrever a atividade como um design gráfico voltado para educação.

Design Instrucional

Na verdade o trabalho desenvolvido por um designer instrucional é mais abrangente. Ele tem como objetivo desenvolver o projetar treinamentos, desde a sua concepção até a execução do curso ou disciplina. Aqui no Brasil, essa tarefa geralmente é delegada a pessoas já formadas na área ou professores. Isso é correto? Difícil dizer, mas que o trabalho de um designer seria importante para a concepção de um curso, isso é indiscutível.

Para explicar melhor, podemos fazer uma analogia. Muito provavelmente você deve conhecer o trabalho de um designer tradicional, que tem como objetivo criar soluções em diversas áreas, criando produtos que facilitem as nossas vidas ou melhorem a usabilidade de objetos já existentes.

Quando um Designer faz um projeto, ele leva em consideração várias coisas como:

  • Usabilidade
  • Estética
  • Funcionalidade
  • Facilidade de uso
  • Público alvo
  • Viabilidade financeira

Claro que existem mais itens, mas isso já passa uma boa idéia de como o trabalho pode ser complexo. Um designer não sabe tudo, sobre todos os ramos de atividade humana, mas mesmo assim ele pesquisa e estuda, para aprender o máximo para os seus projetos. Isso significa que, ao projetar uma embalagem para um lápis, ele considera e pesquisa aspectos sobre embalagem, materiais, morfologia do produto e outros. O mesmo designer pode muito bem, criar o conceito de um carro, desde a parte externa até o interior, para isso ele também pesquisa os materiais, ergonomia e outros aspectos.

Um designer instrucional faz a mesma coisa ao projetar um curso. Ele pesquisa os requisitos, entrevista pessoas, avalia o público alvo e as maneiras com que o curso será ministrado. Nesse processo, ele pode até decidir que um curso não é a melhor solução para a solicitação de um cliente.

Eu já vi isso acontecer, uma empresa precisava de um treinamento e contratou um designer instrucional para elaborar o material. Depois de uma rápida análise e conversa com os integrantes da empresa, o designer sugeriu que os assuntos, abordados no treinamento poderiam ser disponibilizados em formato eletrônico, na rede interna da empresa.

Isso economizaria várias horas de trabalho perdidas, além do investimento em infra-estrutura para as aulas. Mesmo não tendo sido contratado para tal, o designer instrucional encontrou a solução para o problema da empresa, que precisava capacitar os seus funcionários, mas não fazia idéia de como realizar o melhor procedimento.

A intervenção de um designer instrucional, nesse caso foi fundamental para diminuir os custos da empresa. Agora você já tem uma idéia melhor, sobre a importante função que esse profissional pode desempenhar para sua organização.

O problema é que não é fácil encontrar designers instrucionais no mercado, assim como não existem muitos cursos que formam esses profissionais.

Leave a Reply