Como usar o Second Life como ambiente de aprendizagem?

Usar ambientes virtuais como ferramenta de aprendizagem é uma realidade, sendo um caminho sem volta. Qual o próximo passo? Para onde os ambientes virtuais de aprendizagem devem convergir? Provavelmente a resposta está nos ambientes virtuais em 3D. Hoje em dia, algumas instituições já começam a usar o famoso Second Life, como ferramenta educacional. Como isso funciona? Os alunos realmente podem aproveitar melhor esse tipo de experiência?

Para facilitar o entendimento, sobre como o Second Life pode ajudar no processo de aprendizagem, encontrei um documentário muito interessante, mostrando as possibilidades de uso do ambiente. Então se você nunca entrou no ambiente, o vídeo pode ajudar.

Como o material está em inglês, resolvi fazer uma pequena transcrição do vídeo. Assim todos podem acompanhar:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=qOFU9oUF2HA[/youtube]

  • No início do vídeo temos uma descrição sobre as necessidades educacionais dos jovens de hoje. Os métodos de ensino usados tradicionalmente são improdutivos, irrelevantes e não mantém a atenção.
  • O método tradicional de ensino, com o professor falando, está fora de sintonia com as necessidades das gerações mais novas.
  • Vários pontos são citados, como a necessidade de material mais dinâmico, vídeos e interação com material multimídia.
  • Depois o ambiente do [BP:215]Second Life[/BP] é apresentado, mostrando como funciona o ambiente. Na apresentação o ambiente é citado, usando uma das suas maiores vantagens. A possibilidade de o aluno mergulhar no ambiente em que está estudando. Um ambiente que pode proporcionar uma experiência única para indivíduos que ainda estão aprendendo.
  • Assim que as explicações sobre o sistema terminam, o vídeo apresenta três personagens que ajudam no entendimento das funcionalidades do ambiente.
  • O primeiro passo no Second Life é usar a ilha educacional, que serve como um tutorial sobre como usar o sistema. Lá é possível aprender a navegar e entender como o Second Life funciona.
  • Aparece até uma sala de aula simulada, com vários avatares sentados e ouvindo um professor.
  • Depois as características de imersão do Second Life são abordadas e enfatizadas. Os usuários podem facilmente interagir com ambientes e sítios históricos. Por exemplo, visitar a idade média ou a antiga Roma. Tudo graças à simulação dos ambientes. Tudo isso feito com interação entre os alunos e professores.
  • Outro ponto interessante é a possibilidade de realizar buscas pelo ambiente, de maneira semelhante ao que fazemos com pesquisas. Os usuários podem procurar por objetos que tenham alguma propriedade atribuída a ele, como uma palavra ou valor matemático. Isso é ótimo para construir vocabulário.
  • Depois o vídeo mostra as possibilidades na visita virtual a lugares famosos. Por exemplo, os alunos podem visitar museus, em passeios virtuais.
  • Tudo isso com interação e colaboração entre os participantes.
  • Para finalizar, podemos até fazer questionários no ambiente! Isso mesmo, os avatares podem responder perguntas sobre um determinado assunto.

Não se preocupe com questões relacionadas à linguagem, pois o próprio sistema disponibiliza um tradutor, para facilitar a comunicação.

O vídeo é uma ótima introdução ao uso do Second Life como ferramenta educacional. Ficou interessado em saber mais? Visite o web site oficial do Second Life para saber mais.

Leave a Reply