Porque a educação a distância móvel não decolou?

Com certeza você já deve ter pensado nisso, estava em alguma fila, como no supermercado ou fazendo aquela viagem de ônibus, pensando que poderia estar estudando para o vestibular ou para aquele concurso. Hoje com a disponibilidade que temos em utilizar dispositivos móveis, seria até mesmo leviano.

Principalmente para as pessoas que trabalham com educação a distância. Mas, ainda hoje é difícil encontrar uma empresa que comercialize serviços em educação móvel, ou como os americanos chamam o m-learning.

m-learning

Ao que parece a educação móvel estava esperando por uma padronização, dos meios de acesso a informação, por dispositivos móveis. Ler textos naquelas telas pequenas e monocromáticas era impraticável. Hoje isso já está mais fácil, graças aos [BP]smartphones[/BP], que possibilitam para qualquer pessoa, navegação na Web com um celular. Usando todos os recursos disponíveis em um website. Isso mesmo, já pensou acessar o Moodle diretamente do seu celular? Seria o sonho de todos os tutores; dar uma volta pelo shopping e enquanto a esposa verifica as vitrines, responder a algumas dúvidas dos participantes do seu curso.

Voltando ao assunto, a educação móvel agora pode encontrar nas novas interfaces móveis um novo mercado. Agora teremos que nos adaptar a essa realidade. Por quê? Na web temos o advento de usar ferramentas de comunicação com uma grande facilidade, mas em dispositivos móveis ficará mais complicado.

Acredito que uma das melhores opções para investir nesse mercado, seja na área de simulados. Isso mesmo, aquelas famosas provas de múltipla escolha, em que a pessoa escolhe um assunto e pode testar os seus conhecimentos. Como as telas dos celulares estão maiores, mais texto pode ser mostrado ao mesmo tempo.

Já pensou, estar naquela fila enorme no mercado, em determinado momento, você saca o celular e começa a fazer um simulado para um concurso? Ou para o vestibular? Esse é um mercado que deve ser considerado.

Mas isso é educação? O pessoal da área pedagógica, não vai dizer que não, mas dessa vez tenho que concordar com eles. Isso está longe de ser educação, está mais para um teste e não um processo de aprendizagem. Até um Podcast, teria mais valor pedagógico nesse caso, já que o ouvinte estaria teoricamente aprendendo alguma coisa enquanto escuta.

Então mesmo que hoje ainda não seja uma realidade, com a convergência dos aparelhos de comunicação, talvez em pouco tempo, quem trabalhe com educação a distância precise migrar, ou se adaptar a essas novas tecnologias e ambientes. Você já tem o seu smartphone? Já tentou acessar o seu LMS via celular? Quanto antes você começar a praticar, melhor será a adaptação.

Leave a Reply